Serviços   O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
  • Você está aqui:
  • Início
  • Notícias
  • IFPB seleciona para curso técnico de Panificação em Cabedelo

Notícia

IFPB seleciona para curso técnico de Panificação em Cabedelo

Ensino Técnico

O curso integrado ao Ensino Médio faz parte do Proeja e oferta 40 vagas gratuitamente.

Por Thiago Cavalcante
Publicado: Dec. 11, 2019, 6:08 p.m.
Última modificação: Jan. 13, 2020, 10:50 a.m.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) abriu um novo curso técnico integrado ao Ensino Médio em Cabedelo. Trata-se do curso de Panificação do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja). O Processo Seletivo tem inscrição gratuita para 40 vagas no curso noturno. Há duas vagas reservadas para pessoas com necessidades especiais.

A inscrição vai até o dia 16 de janeiro, mas o interessado deve observar os períodos de feriado de Natal e Ano Novo. Os interessados devem procurar o Setor de Protocolo do Campus Cabedelo, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O IFPB Campus Cabedelo fica na Avenida Santa Rita de Cássia, 1900, Jardim Camboinha. Os Telefones de contato são (83) 3248-5400 e 3248-5402.

A oportunidade é para as vagas de 2020. Para se inscrever, é preciso ter concluído ou estar cursando o 9º ano (antiga 8ª série) ou equivalente e ter idade mínima de 18 anos, completados até o dia da matrícula. Consulte aqui o Edital de Seleção com os detalhes da documentação exigida e o processo seletivo.

A seleção é por meio de uma entrevista com base em um questionário preenchido pelo interessado, disponível no ato da inscrição. A entrevista deve ser realizada de 20 a 23 de janeiro no Campus Cabedelo do IFPB, mediante agendamento prévio durante a inscrição.

O resultado deve ser divulgado até 24 de janeiro.  O início das aulas está previsto para 10 de fevereiro. O público-alvo do Proeja são pessoas que concluíram o ensino fundamental mais tardiamente ou estão afastados da sala de aula. 

por Ana Carolina Abiahy