Serviços   O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Notícia

IFPB tem 16 estudantes medalhistas da Obmep em sete campi

Ensino Técnico

IFPB tem 16 estudantes medalhistas da Obmep em sete campi

Por Ernani Brito
Publicado: Jan. 21, 2022, 5:44 p.m.
Última modificação: Jan. 21, 2022, 5:44 p.m.

O Instituto Federal da Paraíba alcançou a marca de 16 estudantes medalhistas na 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Ao todo, são 16 estudantes do IFPB com medalhas e quatro docentes premiados, além de premiação concedida também ao campus Patos. O IFPB teve dois alunos premiados com Ouro na Obmep, dois estudantes com prata e 11 com bronze.

As medalhas estão distribuídas por sete campi do IFPB, além de dezenas de menções honrosas aos estudantes do Ensino Médio Integrado ao Técnico. Os medalhistas de ouro foram os alunos Erique Enrique Gomes da Silva, do campus Patos e Paulo Eduardo de Lima Lourenço, do campus João Pessoa.

Erique já é veterano de Olimpíadas, colecionando 24 medalhas! Só de ouro em Matemática são 10. As outras medalhas e menções honrosas envolvem olimpíadas de ciências, astronomia, astronáutica, robótica e geografia. Ele diz que desde o nono ano já se interessava pela Obmep e em 2019 ganhou a primeira medalha que o incentivou. 

“O IFPB me proporcionou a participação de projetos e outras olimpíadas que a minha antiga escola não poderia ofertar, sou extremamente grato”, declara Erique, que vai para o terceiro ano do ensino médio integrado ao técnico em Edificações. Ele diz que teve o apoio de vários professores do IFPB e em especial da professora Hannah Dora de Garcia e Lacerda.

Hannah Dora, do campus Patos, foi uma das docentes do IFPB premiadas pela Obmep juntamente com os professores Diego Ayllo da Silva Simões, Lucas Araújo Santos, e Thiago Andrade Fernandes, todos do campus João Pessoa. Na primeira fase da Obmep, a correção das provas objetivas é feita pelos próprios docentes da instituição, com instruções e gabarito da Obmep.

“A gente tem um grupo de alunos que se interessa muito pelas olimpíadas do conhecimento. Infelizmente, por causa da pandemia, alguns não conseguiram comparecer presencialmente para a prova da segunda fase. Dos 19 selecionados para a segunda fase, somente uns 10 conseguiram ir porque são de outras cidades, então isto dificultou. Erique conseguiu apoio da prefeitura de Condado para poder ir, outros alunos de Teixeira foram levados pelo diretor geral Ronaldo Lima”, comentou a professora Hannah. 

Desde o ano passado, a professora Hannah organizou um projeto de estudos para a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e de outras competições científicas. Ela comentou que apesar da premiação ter saído no seu nome considera que foi um trabalho de equipe e inclusive envolvendo docentes de outras disciplinas que também apoiam estas competições científicas.

Do campus JP, também vieram as medalhas de prata do IFPB. Elas foram conquistadas pelos estudantes Sami Barbosa Adissi, Kaylanne da Rocha Alves e Ellen Matias dos Santos Pessoa.

Os medalhistas de bronze são George Paulino de Souza Filho, do campus Cabedelo, Lucas Emanoel Albino Gomes e Silva, do campus Guarabira; Fabio José de Oliveira, do Campus Catolé do Rocha; Yann Victor Fideles Fragoso, Adriel Ferreira Trajano e Daniel dos Santos Gomes, do Campus João Pessoa, Devid de Souza Teófilo e Eduardo Paulino Dantas, ambos do campus Patos, Isadora Pereira Maciel e José Gabriel Abreu Moreira, ambos do Campus Cajazeiras, e Thais Nicole Freitas de Oliveira, do campus Campina Grande.

Além dos campi do IFPB já premiados com medalhas, tiveram estudantes com menção honrosa em Esperança, Sousa, Princesa Isabel, Itabaiana, Monteiro, Picuí e Itaporanga. Confira os estudantes do IFPB que receberam menção honrosa.  

A Obmep em sua segunda fase tem questões discursivas e é aplicada em centros escolhidos pela organização, apenas com os alunos selecionados na primeira fase. Todos os anos o IFPB tem participação destacada na Olimpíada de Matemática.

Os estudantes medalhistas participam do 16º Programa de Iniciação Científica (PIC Jr), recebendo material didático e bolsa mensal-CNPq de R$ 100. O PIC é realizado pela Coordenação de Programas de Extensão Acadêmica do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

Texto: Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB / Arte: Luzivan Silva – programador visual do IFPB

Registrado em: Educação
Assunto: Ensino Técnico