Serviços   O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Notícia

IFPB transforma realidade social em Areia

Informações

Em entrevista, Assessora de Implantação relata atividades realizadas no município.

Por Thiago Cavalcante
Publicado: July 11, 2019, 9:10 a.m.
Última modificação: July 11, 2019, 9:10 a.m.

Em funcionamento desde 2014, o Campus Avançado de Areia realiza diversas atividades e projetos que vêm mudando a realidade social do município. Atualmente, a unidade oferece um Curso Técnico Subsequente em Restaurante e Bar, além de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) e diversas ações e projetos que englobam as áreas de turismo, meio ambiente e empreendedorismo. A atuação do IFPB na cidade é o tema da entrevista com a assessora de implantação do campus, Maria Cláudia Brandão.

Doutora em Ciências, com habilitação em Química Orgânica, pela Universidade Federal da Paraíba, Maria Cláudia iniciou suas atividades como docente no Instituto em 2011, no Campus Campina Grande, e desde o mês de março deste ano está à frente do Campus Areia.

Portal IFPB – A atuação do Campus Areia é voltada principalmente para o Turismo. Além do curso de Restaurante e Bar, quais as outras capacitações que a unidade oferece?

Maria Cláudia - Conseguimos montar e realizar quatro cursos FIC, de acordo com as demandas do município, sendo que dois já estão em andamento: o curso de Tecnologias Digitais, realizado com alunos do 9º ano que estão aprendendo a trabalhar com gerenciamento de redes sociais para atuarem junto aos pequenos empresários locais; e o curso de Inglês Básico para o Turismo, voltado ao pessoal que trabalha em museus, bares, restaurantes, dentre outros, para que aprendam uma comunicação básica com os turistas em inglês.  Ainda temos o curso FIC de Condutor Ambiental, que se inicia no próximo dia 04 de agosto e visa normatizar e capacitar pessoas para receber grupos e realizar trilhas na mata Pau Ferro e outras áreas do município  de forma adequada, preservando o meio ambiente e tendo todos os cuidados de segurança para a realização de uma trilha. Já o curso de História da Arte, tem o objetivo de capacitar pessoas para realizar exposições sobre nossos artistas locais.

Portal IFPB – Além dos cursos ofertados, quais os outros projetos do campus voltados ao turismo da região?

Maria Cláudia – Estamos realizando uma sequência de capacitações com guias de turismo local e orientação para que pessoas que trabalham com Turismo na região consigam preencher o Cadastur - cadastro do Ministério do Turismo para oficializar suas atividades. Estamos também visitando diversos setores do município para abrir novas rotas turísticas, para que o turista que chegue à Areia visite uma parte da cidade e sinta a necessidade de voltar para conhecer outros setores. Aqui existem cachoeiras belíssimas, por exemplo, que não eram conhecidas pelos turistas. Daí estamos tentando fazer o desenvolvimento de outras regiões da cidade que são extremamente carentes.

Portal IFPB – O Programa Feirante Legal, criado pelo campus, trouxe uma nova perspectiva para os comerciantes do mercado municipal de Areia. Como se deu a implantação deste projeto?

 

Maria Cláudia - A feira livre de Areia era um espaço sujo com diversos problemas, como a circulação de animais, falta de controle de higiene e manipulação dos alimentos, além de questões de gestão, etc. Então, a Prefeitura nos procurou para, em forma de parceria, reestruturar aquele espaço. Inicialmente, o IFPB, buscando a sensibilização e capacitação dos feirantes para boas práticas de manipulação dos alimentos, técnicas de apresentação e vendas, e gestão de negócios, realizou uma série de eventos, intitulados “Café da manhã com os feirantes”, onde recebíamos os grupos para capacitá-los. Cerca de 230 feirantes foram capacitados. Ainda dentro desse projeto, o IFPB orientou a Prefeitura de como ela deveria adequar a feira às normas da vigilância sanitária. Por fim, criamos ainda o “Selo Feirante Legal”, que é um conjunto de critérios que os feirantes precisam atender, englobando desde boas práticas de manipulação, higiene, coleta de lixo e técnicas de vendas para atender o cliente com melhor qualidade. O feirante será monitorado permanentemente para receber o selo. Em contrapartida, iniciamos a divulgação do selo com restaurantes e hotéis da região para que comprem dos feirantes certificados. Este é um projeto muito complexo que tornou a feira um ponto turístico e cultural da cidade, inclusive, com a abertura de uma área de alimentação e a implantação de um palco para shows e apresentações permanentes. Nós conseguimos aprovar um projeto e um programa de extensão no IFPB para dar continuidade ao monitoramento das atividades e a capacitação permanente dos feirantes. Então podemos dizer que é um projeto cíclico, pois vamos permanecer no mercado para garantir que essa mudança de hábito seja efetivada.

Portal IFPB – O Campus Areia também atua com capacitações nas áreas de empreendedorismo, cultura e meio ambiente. Quais as ações que vêm sendo realizadas neste sentido?

Maria Cláudia – Temos outras demandas e parcerias com secretarias e instituições, a exemplo da Secretaria de Educação do município que nos solicitou a realização de oficinas e capacitação para o pessoal da agricultura familiar e de mulheres que fabricam bolo para merenda escolar para que elas se adequem ao fornecimento de produtos para o PNAE. Há ações sendo realizadas com catadores de lixo para a realização de coleta seletiva, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente; também há capacitação com mães e crianças das comunidades, através da realização de oficinas gastronômicas de acordo com o perfil de cada setor, a exemplo da Usina Santa Maria, onde os moradores estão aprendendo a aproveitar todo o conteúdo das bananas produzidas no local, com doces, geleias da casca, palmito, para agregar valor ao produto da comunidade local. Há ainda atividades de empoderamento com comunidades quilombolas que visam estimular o valor da cultura afro; e, realizamos uma parceria com Sebrae e com uma ONG financiada pela Google denominada “Ela pode”, que se trata de uma capacitação para mulheres empreendedoras. Então, um grupo de mulheres artesãs e que comercializam produtos diversos no município está sendo capacitado para ter um perfil de empreendedor e de gestão negócios adequados. 

Portal IFPB – A Rota Cultural Caminhos do Frio reuniu turistas de várias partes do Estado e do país no município de Areia e, este ano, teve o IFPB como um dos organizadores do evento. Quais os benefícios da participação do Instituto em um evento tão grandioso como este?

Maria Cláudia – O Campus Areia participou efetivamente da organização do "Caminhos do Frio", com orientações referentes às apresentações, montagem da infraestrutura e programação cultural, a exemplo da apresentação de orquestras e grupos de música e teatro. Houve também a sugestão de apresentação do Grupo de Sax do IFPB Campus João Pessoa, liderado pelo professor Draylton Siqueira, que foi muito elogiada no evento. Após a participação na Rota Cultural, os municípios vizinhos puderam conhecer o nosso trabalho e já estão solicitando que a gente realize capacitações para professores e diversos setores. Já fechamos parceria com Remígio, Pilões Cuitegi, Serraria e Alagoa Grande para realizar diversas atividades. Hoje, em Areia, não há mais nenhuma atividade importante sendo realizada sem a participação do IFPB.

Verônica Rufino - DGCom

 

Registrado em: Areia IFPB
Assunto: Informações